Ser Pessoa Jurídica

Ser PJ ou Pessoa Jurídica pode ser extremamente vantajoso na maior parte dos casos. Mesmo com bons benefícios, a única vantagem da CLT é a estabilidade – e, ainda assim, pode ser uma sensação ilusória. Basta verificar o índice de desemprego atual.

Muitos pensam assim:

“Ser autônomo, com empresa aberta, somente traz mais gastos. Como CLT eu tenho 13o, férias, vale transporte, vale refeição. Como PJ não tenho nada disso. E ainda preciso pagar contador e pagar os impostos incidentes sobre as notas fiscais”.

O que a maioria não sabe é que, ao pagar os impostos sobre as notas emitidas, o imposto de renda pessoa física já estará pago.

Então, se você abrir sua empresa e enquadra-la ao Simples Nacional, pagará apenas 6% de impostos sobre as notas emitidas. Como pessoa física você paga quase 30% de Imposto de Renda!

Veja a seguir duas imagens que explicam bem essas diferenças:

 

 

Isso tudo, sem contar certas liberdades que a CLT não permite, como trabalhar em horários flexíveis e poder realizar a auto-gestão para diversos clientes. A única coisa que o profissional PJ precisa ficar atento, o que para alguns pode ser uma desvantagem em relação ao trabalho como CLT, é que o valor que você deverá cobrar pelo seu serviço não deve ser igual ao valor de salário que você recebia no seu holerite. Você deve somar o valor de salário mais benefícios e os descontos para fazer reservas equivalentes ao fundo de garantia, 13o, férias e outros gastos sazonais que eram cobertos pelos benefícios oferecidos como CLT.

Agora faça as contas: mesmo contando os custos com contador, só o fato de você poder investir da maneira que preferir o valor que vai garantir o seu futuro, já é um ganho muito maior.

1 thought on “Ser Pessoa Jurídica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *